Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge
siga-nos RSS Facebook Twitter YouTube
Enviar E-mail
 
13-05-2008 

 Mortalidade e Internamentos Hospitalares em Portugal 

"Análise da Mortalidade e dos Internamentos Hospitalares por concelhos de Portugal Continental (2000-2004)" 
Indicadores apresentados estão também disponíveis em CD 

O Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA) e a Fundação Merck Sharp & Dohme (FMSD) apresentaram publicamente, dia 13 de Maio (15:00), no auditório do INSA, em Lisboa, o livro “Análise da Mortalidade e dos Internamentos Hospitalares por concelhos de Portugal Continental (2000-2004)”.

A sessão de apresentação do livro contou com a presença dos professores António Correia de Campos e Ana Paula Santana, que comentaram os resultados obtidos e a sua utilização em actividades de planeamento na área da saúde.

Da autoria de Rita Nicolau, Ausenda Machado, José Marinho Falcão e Baltazar Nunes, a publicação é o resultado da conclusão da primeira de três fases do projecto GeoFASES (análise Geográfica de Factores Ambientais e Socio-Económicos em Saúde), em que foi caracterizada a distribuição geográfica da mortalidade e dos internamentos hospitalares verificados por concelhos de residência, em Portugal Continental no período de 2000 a 2004.

São ainda abordadas a totalidade das causas com exclusão das causas externas, bem como as doenças do aparelho respiratório, as doenças do aparelho circulatório, as neoplasias malignas e ainda algumas sub-causas que integram cada um daqueles grupos.

“Análise da Mortalidade e dos Internamentos Hospitalares por concelhos de Portugal Continental (2000-2004)” integra a análise da mortalidade e dos internamentos hospitalares para nove grupos de doença, com apresentação de resultados para o conjunto dos dois sexos. Os indicadores apresentados estão também disponíveis em suporte digital.

Para os responsáveis do projecto, “esta publicação constituirá certamente um estímulo à reflexão e poderá ser inspiradora de novas abordagens, não só por emprego dos indicadores disponibilizados em estudos alternativos, como também para o delineamento de novos estudos que visem aprofundar a etiologia de cada doença abordada”.

Co-financiado pela FMSD e desenvolvido pelo Departamento de Epidemiologia (ex-ONSA) do INSA, a segunda fase do GeoFASES permitirá avaliar se a variação concelhia da mortalidade e dos internamentos hospitalares pode ser parcialmente explicada pela exposição da população a factores ambientais geograficamente diferenciados, pela variabilidade geográfica de factores sociais e económicos ou ainda pelos desiguais estilos de vida das populações.

Numa terceira e última fase, procurar-se-á estimar o impacto da poluição atmosférica na mortalidade e nos internamentos hospitalares diários, ocorridos em localizações específicas do Continente.

Ver apresentação realizada pelos autores durante a sessão.