Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge
siga-nos RSS Facebook Twitter YouTube

Página Inicial

_Noticias

As Toxinfeções Alimentares (TIAS) constituem um problema de saúde pública, sendo uma causa importante de morbilidade e mortalidade em todo o mundo. Com base em dados de investigação de TIAS, ocorridas entre 2009 e 2013, Departamento de Alimentação e Nutrição do Instituto Ricardo Jorge descreve como estes dados podem ser usados como evidência científica para identificar boas práticas de segurança alimentar para o consumidor.

Ver Detalhe
Podemos viver sem mosquitos? Para responder a esta e outras questões a revista Visão esteve em Águas de Moura para conhecer melhor o trabalho desenvolvido pelo Centro de Estudos de Vetores e Doenças Infeciosas (CEVDI) do Instituto Ricardo Jorge e conversar com as investigadoras Sofia Núncio e Maria João Alves. Ver Detalhe
 
Continuam abertas, até 4 de março, as inscrições para as "I Jornadas da Água: uma questão de Saúde Pública", organizadas pelo Departamento de Saúde Ambiental do Instituto Ricardo Jorge. O evento, que terá lugar dia 11 de março, em Lisboa, tem como objetivo aproximar as várias instituições e parceiros com responsabilidades na  gestão e controlo da qualidade da água nas suas diversas utilizações. Ver Detalhe

O Instituto Ricardo Jorge está, pelo segundo ano consecutivo, a colaborar na vigilância epidemiológica do Carnaval de Torres Vedras, evento onde participam anualmente cerca de 300 mil pessoas. O objetivo é permitir a resposta atempada e adequada por parte dos serviços de Saúde locais a eventuais situações de risco, através do registo e caracterização dos casos relacionados com o evento.

Ver Detalhe
 
 
O Museu da Saúde apresenta como peça do mês de fevereiro de 2016 um Taquitoscópio, equipamento utilizado para determinar as diferentes características seletivas da perceção humana, na área da psicologia experimental. Doado pela Associação de Antigos Alunos da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa, este aparelho pertence à coleção Camilo Cardoso.

O Instituto Ricardo Jorge está a promover a capacitação de profissionais na área laboratorial para o diagnóstico do vírus Zika na Região Autónoma da Madeira. Esta iniciativa surge na sequência do recente surto internacional de Zika e tem em consideração o facto de na ilha da Madeira existir o mosquito vetor desta doença, o Aedes aegypti.

Em Portugal, o Instituto Ricardo Jorge é o laboratório responsável pelo diagnóstico do vírus Zika. Uma equipa de reportagem da RTP esteve, dia 3 de fevereiro, no Centro de Estudos de Vetores e Doenças Infeciosas (CEVDI), em Águas de Moura, para conhecer algum do trabalho desenvolvido pelo CEVDI na área da vigilância epidemiológica e de diagnóstico laboratorial.

Um grupo de profissionais de saúde de várias instituições nacionais identificou um caso de provável transmissão pessoa-a-pessoa da doença dos Legionários. As conclusões deste trabalho, que contou com a importante participação do Instituto Ricardo Jorge ao nível da microbiologia, sequenciação total do genoma e da bioinformática, acabam de ser publicadas na revista New England Journal of Medicine, a mais conceituada mundialmente na área da medicina.

Um cartaz pertencente, possivelmente, à Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho e Doenças Profissionais é a peça destacada pelo Museu da Saúde para o 1º trimestre de 2016. "Operário ferido num desastre. Amanhã podes ser tu!" é a mensagem que se pode ler. Na sequência desta campanha foi criado, em 1962, o Gabinete de Higiene e Segurança no Trabalho.

O Instituto Ricardo Jorge colaborou com a Direção-Geral da Saúde na construção da plataforma saúde sazonal, que se encontra disponível no novo portal do Serviço Nacional de Saúde. Esta ferramenta tem como objetivo apresentar informação da evolução semanal de alguns indicadores relacionados com a síndrome gripal, nomeadamente taxa de incidência e vírus da gripe em circulação.

O Instituto Ricardo Jorge desenvolveu um estudo pare determinar a prevalência dos principais fatores de risco cardiovascular na população portuguesa, com especial enfoque na dislipidemia e na caraterização genética do risco cardiovascular. Resultados mostram que a dislipidemia é um fator de risco prevalente e a ligeira diminuição na prevalência da hipercolesterolemia não acompanha o aumento exponencial da venda de estatinas em Portugal.

O novo Portal do Serviço Nacional de Saúde foi apresentado, dia 1 de fevereiro, numa sessão que decorreu no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, e contou com a presença do ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes. Esta plataforma online tem como objetivo promover a proximidade entre cidadãos, profissionais de saúde e instituições da saúde, através da disponibilização de informação transparente.

O Instituto Ricardo Jorge, Departamento de Alimentação e Nutrição, abre Concurso para a atribuição de uma Bolsa de Investigação Cientifica (BIC) – 1 vaga – a candidatos (M/F), no âmbito do Projeto “PERsonalised ICT Supported Service for Independent Living and Active Ageing (PERSSILAA)”, financiado pela Comissão Europeia no âmbito do Sétimo Programa-Quadro.

_Destaques
ISN
Inquérito Serológico Nacional 2015-2016
Vigilância integrada clínica e virológica da gripe; Rede médicos sentinela e serviços de urgência.
Programa Nacional de Avaliação Externa da Qualidade dos Laboratórios.
Inquérito Nacional de Saúde com Exame Físico 2013-2016
Perguntas mais Frequentes
Promoção, prevenção e gestão de doenças crónicas; Boas práticas.
Rede de Vigilância de Vetores. Culicídeos - mosquitos. Ixodídeos - carraças
Situação epidemiológica da infecção VIH/SIDA, caracterizada segundo as principais categorias de transmissão.
Vigilância Epidemiológica das Resistências aos Antimicrobianos
Tabela da Composição de Alimentos disponível para pesquisa gratuita.
Redes de Partilha de Informação em Segurança Alimentar e Nutrição
Ações para o desenvolvimento em saúde, com parceiros internacionais.
Boletim Epidemiológico Observações
Plano de Formação para a promoção e melhoria de competências em Saúde Pública.
Diagnosticar doenças nas primeiras semanas de vida do bebé e tratá-las precocemente.
O Plano Nacional de Saúde acaba de ser revisto e estendido até 2020. Conheça os novos grandes desígnios.
Acesso a áreas reservadas para utilizadores previamente credenciados pelo INSA